Sobre a beleza da trama de Romance is a Bonus Book

by - quarta-feira, abril 03, 2019

Agora que Romance is a Bonus Book chegou ao seu final (sim, os dois últimos episódios já estão disponíveis na Netfllix), posso me deter em alguns detalhes da trama que fizeram com que esta história se tornasse uma das minhas preferidas em doramas - e olha que já assisti muito drama japonês, chinês e coreano nesta vida. Então, ainda que este texto tenha em suas entranhas as características de uma resenha, o que escrevi aqui é mais um comentário sentimental sobre uma história que me emocionou e marcou - e que eu gostaria que mais pessoas assistissem.


A trama possui uma linha narrativa sem grandes surpresas: Cha Eun Ho e Kang Dan Yi são amigos desde a infância. A vida de de Eun Ho, que aparentemente sempre nutriu sentimentos por Dan Yi. mesmo que nunca tenha tido a oportunidade de realmente confessá-los, parece estar dando realmente certo, já que ele é um escritor famoso, sócio e editor chefe da editora Gyeoroo e professor em uma universidade, além de ter uma boa casa e uma fila de mulheres querendo namorar com ele. A vida de Dan Yi, no entanto, está completamente do avesso. Há sete anos ela largou o emprego para criar a filha e apoiar o marido, para no final ser abandonada por ele sem nenhum dinheiro e tendo que criar a filha sozinha. Sem casa e com a conta bancária zerada, ela procura desesperadamente um emprego, mas é quase impossível uma publicitária voltar ao mercado de trabalho depois de tantos anos afastada. Numa tentativa desesperada de finalmente encontrar um emprego, ela é contratada na equipe de apoio da editora onde Eun Ho trabalha. Será que esse será o empurrão que eles precisam para finalmente conseguirem viver um romance?

O que as linhas gerais da história não contam é a forma poética como a trama é tratada. A história de amor entre os protagonistas é muito mais profunda do que aquele velho gancho de melhores amigos a namorados, há uma compreensão e sensibilidade na forma como a relação é conduzida que apenas personagens adultos podem mostrar e alcançar aquele senso de realidade tão necessário. E ainda que seja uma história de amor, não ficamos presos apenas neste tema: tendo uma editora como ambiente da narrativa temos a oportunidade de aprender muito sobre o mercado editorial coreano e sobre as pessoas que trabalham nesse segmento (e o mercado editorial é, de uma forma ou de outra, um dos temas que estudo na minha pós-graduação, então ver a realidade coreana foi um aprendizado e tanto), e se a trama fala sobre pessoas, fala sobre relações familiares, divórcios, a escolha da carreira em detrimento da vida romântica e outros pontos que permeiam a vida de todos nós.


Enquanto Eun Ho é um profissional muito bem sucedido e uma pessoal extremamente amável, Dan Yi está lutando para mais uma vez encontrar seu lugar num mercado que muda na velocidade de um piscar de olhos e todos os nãos que recebe não fazem com que ela desista - porque se não for ela, ninguém irá pagar a escola de sua filha, ou suas roupas e demais despesas. Dan Yi é um exemplo de personagem, sua determinação, coragem e força é uma fonte de inspiração. E ainda que Eun Ho gostaria de resolver todos os problemas de Dan Yi, ele não o faz - não só por não poder resolver todos os problemas, mas porque não é isso que ela quer, não é isso o que ela precisa -, então ele sempre está ao seu lado para confortá-la, segurar sua mão, fazê-la sorrir. Eun Ho selou o negócio para mim e agora vou amar o Lee Jong Suk para sempre (já adorava esse ser humano, mas agora ficou impossível não amar).

Foi muito agradável acompanhar como cada um dos personagens tiveram seu tempo e espaço para crescer e ter suas histórias mudadas - ninguém chego ao final desta história da mesma forma como começou - e esse desenvolvimento pode mostrar as diversas faces de cada personagem, seus problemas, suas alegrias, suas capacidades de amar nas mais diversas formas e fazer com que gostássemos de cada um deles. A espera por episódios novos a cada semana me fazia desejar trabalhar na editora com essas pessoas, sair com eles, conviver naquele ambiente e mesmo que já tenham se passado vários dias desde que assisti (e re-assisti) aos episódios finais, ainda sinto falta dos personagens - como acontece com aqueles livros que mais me marcaram.


Os roteiristas fizeram um trabalho incrível ao retratar a indústria do livro e como se dá suas movimentações e pessoas, conseguindo também deixar uma lição bonita ao aproximar o ser humano do livro - com ambos existindo para tocar a vida de outras pessoas. A ideia que o roteiro nos deixa, através das palavras de um dos personagens mais tocantes (que não irei dizer qual é para não te contar spoilers), de que cada pessoa possui sua própria história (como um livro) e mesmo que individualmente não possa mudar o mundo inteiro, significa muito para as [poucas] pessoas que se sentem confortadas com sua presença em suas vidas. Mais do que um coração quente, este dorama nos deixa com uma sensação boa e esperançosa de que estamos fazendo uma coisa importante ao tocarmos o coração de outras pessoas.

Como não poderia deixar de ser (e se mantendo dentro da metáfora com os livros), Romance is a bonus book deixa um sentimento agridoce ao terminar porque temos que dar adeus aos guerreiros editoriais, já que o trecho que acompanhamos de sua jornada chegou ao fim. Seus altos e baixos, sorrisos e lágrimas, histórias e lições foram ótimos - seu epílogo foi capaz de sossegar os corações mais ansiosos. E como nos livros que se tornam nossos preferidos, o excelente fechamento nos troue a certeza de que as histórias desses personagens continuarão, mesmo que não possamos ver todos os seus passos neste volume.

Do fundo do meu coração, espero que você dê uma chance a esses personagens.
Romance is a Bonus Book está disponível na Netflix e no Kingdom Fansubs.


Até breve! 

You May Also Like

9 comentários

  1. Tudo bem? Eu não assisti, então não posso opinar muito.
    Vi muitos comentários, mas ainda assim não me chamou atenção. Eu até que curto um bom drama, mas ainda não me rendi aos novos doramas, coreanos, japoneses e chineses. Um que tentei assistir, achei demais para mim.

    Mas sua resenha tão positiva como todas as outras que vi por aí, me faz ter uma certa curiosidade.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Oi Vic! Menina, eu quero muito começar a assistir doramas, porque sempre me apaixono pelas histórias quando leio resenhas como essa. Amei os personagens e o ambiente no mundo editorial. Gostei mais ainda do mocinho saber respeitar o espaço da protagonista, dando a ela tempo e apoio para que ela descubra como melhorar. Amei que você deixou um site para assistir, que há temos eu vinha procurando! Amei e espero voltar para falar que assisti!


    Bjoxx ~ Aline ~ www.stalker-literaria.com ♥

    ResponderExcluir
  3. Oii, tudo bem?

    Estou com o plano de começar a ver doramas há tempos, e tenho certeza que começarei por esse. Os personagens me parecem bem fortes e interessantes, e eu vou amar acompannhá-los em suas mudanças. Amei o fato de o mocinho saber respeitar o espaço e as emoções da mocinha, já estou apaixonada por ele.

    Obrigada pela dica!!
    Beijinhos!!

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Já li alguns comentários sobre esse livro, mas nenhum falava da forma poética que a trama é tratada e isso me anima ainda mais para querer conferir esse dorama. Nem preciso dizer que o fato dele retratar o mundo dos livros é ainda mais animador e ainda tem esse sentimento agridoce que mencionou. Mas de tudo o que você mencionou o que mais me agrada é saber que tem na Netflix, quero ver e é pra ontem.

    Abraços, Vitória.

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Ainda não assisti doramas mas adorei saber que nessa trama com muitos amigos temos uma abordagem da indústria dos livros. Me animei ao saber que está completo e disponível na Netflix, quero dar uma chance e acho que vou gostar.
    Obrigada pela dica!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  7. Que post lindo! Se tem na Netflix, já tenho programa pro final de semana: assistir todos os episódios. Se fala sobre o mercado editorial, tem um amadurecimento bacana nos personagens e traz esse romance que parece ótimo, já quero muito assistir.

    ResponderExcluir
  8. Você falou uma coisa muito verdadeira: a história pode ser comum, mas a forma como ela é contada que nos ganha, nos impressiona e faz dela inesquecível. Lendo o resumo do enredo, realmente., é um pouco clichê, mas vou confiar na forma poética em que ela foi contada para conferir também.
    beijos

    ResponderExcluir
  9. tb fiquei triste com o fim do seriado, mas devorei os episódios tao rápido quanto pude. sinto saudades da Dan-yi, do Eun-ho e daquela turma atrapalhada da editora.... <3 <3 é um lindo dorama!

    ResponderExcluir

Muito obrigada por passar no Doki Doki! A sua visita é super importante para mim. Me conte, gostou de alguma coisa no post? Não gostou? Me ajude a produzir conteúdos cada vez melhores, a sua opinião é muito importante.