Doki Livros | O Despertar do Príncipe, Colleen Houck

by - sexta-feira, janeiro 18, 2019

Em algum momento do passado escrevi uma resenha no Up!Brasil e gravei um vídeo (que postei aqui) falando sobre O Despertar do Príncipe porque estava extremamente animada com a nova série da Colleen Houck, Deuses do Egito. Na última semana, enquanto estava atualizando a lista de resenhas por aqui, percebi que nunca escrevi as resenhas para os outros livros da série, então cá estou eu, depois de reler este primeiro volume, para comentar o que achei da leitura agora, dois anos depois da última/primeira resenha.

a foto é a mesma daquela época, também
Neste primeiro volume conhecemos Liliana, uma jovem rica, bem-educada, certinha e controlada que, durante um passeio, encontra uma príncipe egípcio (também conhecido como múmia), Amon, desperto do sono eterno no Museu de Nova York. A partir daí ela se vê envolvida em uma aventura completamente diferente do que sua vida toda organizada. Como já li outras narrativas da Colleen, incluindo a Saga do Tigres, encontrar alguém encantado ou místico em seus universos não é uma grande novidade, mas forma como a autora conduz a trama sempre é envolvente - e conseguiu me abraçar e não desgrudar mais uma vez.

Foi interessante reler o primeiro encontro dos personagens e ter quase os mesmos sentimentos daquela primeira leitura - nos primeiros capítulos Liliana ainda é um pouco chata, invejosa da vida das outras pessoas por ter uma vida extremamente perfeita e com aquele pézinho no lado dos personagens com vocação para me irritar até a morte e Amon com sua atitude "eu mando, você obedece" e "vou fazer um encantamento aqui porque não tenho órgãos e preciso dos seus e da sua energia" ainda é extremamente revoltante.

Mais uma vez, com o passar dos capítulos, fui caindo de amores por Amon – mesmo ele sendo uma múmia e passando boa parte do tempo ou arrastando Lily por aí ou completamente fora do lugar – porque amo palavras e as que ele tem para sua Nehabet são extremamente bonitas. Assim, o passeio nesta releitura foi divertido. Lily e Amon formam uma boa dupla, suas discussões rendem bons diálogos e as descrições fornecem o material que a imaginação precisa para formar os cenários. Lily é uma personagem muito surpreendente, mesmo completamente fora de seu ambiente, ela faz o que é possível, lida com a situação, não perde a coragem e ainda se preocupa o suficiente com Amon para dividir sua energia (vital) com ele e cair de cabeça em sua busca. Gosto muito de como neste primeiro volume o caminho vai sendo preparado para o amadurecimento inevitável da Lily, nós podemos ver sua essência e conhecer suas bases, o que vai em seu coração.

O ponto forte em O Despertar do Príncipe é a despreocupação em mostrar um romance ao contar a jornada de um ser sobre-humano, debilitado por certas razões e que conta com a ajuda de uma adolescente americana (porque por mais que Lily seja esperta e corajosa, ela ainda é uma adolescente) para acordar seus irmãos, realizar uma cerimônia e ser capaz de proteger o mundo por mais mil anos. Isso não quer dizer que há romance, mas sua construção está enlaçado com a busca de Amon, com a versão de Colleen das lendas egípcias. Houck sempre cria histórias bem amarradas, com cenas bem descritas e lugares que nos desacostumamos a ter como cenário das tramas. A parte romântica da trama é feita de forma gradual,  vamos acompanhando os pensamentos de Lily e percebendo que aos poucos ela descobre que gosta do escolhido de Amon-Rá não apenas por haver uma ligação entre eles, mas porque ele ser um deus do Egito lindo-com-cabelos-maravilhosos-e-peitoral-super-definido-que-irradia-calor-do-sol-e-ainda-brilha-no-escuro-igual-uma-lanterna e ser honrado e com um senso de dever enorme, além de se preocupar com o quanto ela come para vê-la bem e saudável - ainda é irritante ver o quanto ele força a si mesmo a não se comprometer com Lily, mas nenhum personagem é perfeito.

Antes de terminar esta resenha, não posso deixar de comentar que neste início de série os irmãos de Amom, Asten e Ahmose me deixam muito satisfeita com suas atitudes. Gosto muito de como eles protegem e ajudam [e curam] Lily. Apesar de não vermos o suficiente deles, os dois irmãos do escolhido de Amon-Rá são bons personagens. Asten e Ahmose possuem personalidades ótimas, o primeiro é o mais divertido dos três e possui o poder das estrelas, Ahmose, o mais forte, possui o da Lua e, somados aos poderes do sol de Amon, os três derrotam Seth milênio após milênio. Além deles, temos também o doutor Hassan, um senhor bondoso que tem um papel importante nos acontecimentos e que é, de longe, um dos meus personagens preferidos aqui - gosto de como suas ações parecem genuínas de acordo com a formação de seu personagem. 

Após tantos meses, continuo com a sensação de que não sabemos que precisamos deste livro até começarmos a lê-lo porque seu grau de entretenimento é extremamente bom - afinal, Colleen Houck sabe o que está fazendo quando cria uma história repleta de detalhes e personagens ótimos para nos encantar.

Até breve! 

You May Also Like

13 comentários

  1. Eu acho que eu nunca vi uma crítica negativa ao trabalho da Colleen, KKkkkkkkkk
    O livro tem uma proposta super interessante, a sensação que você passou é de uma trama envolvente e o cuidado da autora na ambientação do enredo torna a leitura fluida, gostosa.
    Me deixou bem curiosa em conhecer o livro, amo o gênero.

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? Ainda não tive a oportunidade de ler essa série, mas pelo o que tu disse e pelo o que leio por aí ela parece ser incrível. Adorei tua resenha, só aumentou minha curiosidade!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  3. Oii, tudo bem?

    Eu sou apaixonada com a escrita da Colleen, mas tenho que confessar que O Despertar Do Príncipe não me agradou tanto assim, a trama se assemelha bastante com A Maldição Do Tigre (claro que teve a mudança de cenário, história e tudo mais, sim) mas coisas como a personalidade de alguns personagens, conflitos e situações se assemelham muito a série anterior. E como eu sou apaixonada por AMDT, acho que não consegui deixar passar algumas dessas semelhanças.

    Mas fico muito feliz que tenha gostado do livro!!
    Beijinhos!!

    ResponderExcluir
  4. Sabe que nunca tive vontade de ler esta saga porque é meio que da mitologia e eu odeio a mitologia e não sei dizer o motivo. Tenho problemas com os nomes e a história. Mesmo que você tenha gostado tanto fico devendo no meu gosto.

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem? Essa é uma série que sempre me chamou muito a atenção, principalmente pelo conteudo das histórias, me parece muito rico nesse quesito, sua resenha me fez querer pra ontem já! Obrigada pela dica, espero começá-la ainda esse ano.

    ResponderExcluir
  6. Eu parei com a Colleen Houck lá no primeiro livro do tigre, porem a mitologia que envolve essa série aqui me chama a atenção demais pra eu não ler, então, já quero conhecer a trama também.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Apesar de achar A saga do Tigre melhor, eu acabei me apaixonando por essa série. Colleen sempre traz uma gama interessante de mitologia, culturas diferentes, tem cânticos e os personagens são bem intensos.
    Fora que a edição é linda!
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem?
    Eu adoro essa capa, acho a coisa mais linda, mas quando li o livro, a história não funcionou muito para mim, sabe? Mas lendo sua resenha eu fiquei animada para reler a obra e quem sabe dessa vez ser conquistada.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  9. si eu te contar que eu nao conhecia nem esse livro e nem a serie que ele faz parte ? mais eu gostei muito do desenrolar da historia ps: eu achei a capa maravilhosa

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem?
    Adorei conhecer sua opinião sobre o livro, ainda mais por se tratar de uma releitura. Eu já tinha ouvido falar dessa série, mas confesso que ela nunca me atraiu muito, por trazer uma mitologia que nunca me interessei e também porque é um estilo de livro que já não chama minha atenção.
    No entanto, adorei a resenha e deu para perceber que é uma leitura muito envolvente e com bons personagens.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    Eu li o primeiro livro e achei muito legal, apesar de a autora exagerar em transformar suas protagonistas em Mary Sues. Já o segundo... Eu não curti mto, tanto que acabei abandonando a série. Talvez, apenas talvez, eu um dia leia o terceiro, mas não sei não. Espero que vc não se decepcione como eu.
    bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  13. Esse livro, assim como os seus demais da série são maravilhosos, uma história de arrancar suspiros e admiração do leitor. Recomendo para todos.

    ResponderExcluir

Muito obrigada por passar no Doki Doki! A sua visita é super importante para mim. Me conte, gostou de alguma coisa no post? Não gostou? Me ajude a produzir conteúdos cada vez melhores, a sua opinião é muito importante.