Sobre o "I Seminário do Laboratório de Escritas Profissionais e Processos de Edição"

Na última semana, na segunda e terça, aconteceu o "I Seminário do LABEPPE - Laboratório Escritas Profissionais Processos de Edição", do qual faço parte. O LABEPPE é um laboratório interinstitucional sediado no Departamento de Letras da UFSCar e coordenado pelas Profas. Dras. Luciana Salazar Salgado (UFSCar, câmpus São Carlos), Rejane Rocha (UFSCar, câmpus São Carlos), Ana Elisa Ribeiro (CEFET MG, Belo Horizonte) e pelo Prof. Dr. José Muniz de Souza Jr. (UECE, Fortaleza).
Foto: meus Stories
A proposta do evento era mostrar os trabalhos de membros do Grupo de Pesquisa Comunica – inscrições linguísticas na comunicação [grupo de pesquisa que faço parte], com debatedores do Grupo de Pesquisa Literatura e Tempo Presente, um grupo de pesquisa da UFSCar e da UNESP Araraquara. O seminário foi um espaço de encontro e discussão não só para os pesquisadores em Letras, Linguística e Literatura, mas também de outras áreas de conhecimento -- por isso foi aberto à participação de qualquer interessado.

O objetivo era tratar de um problema constante nas pesquisas: conceber uma metodologia que permita dar conta da coleta e análise das materialidades diversas, com foco nas forças constitutivas dos discursos, e que faça jus a uma fundamentação teórica eminentemente interdisciplinar. Entre os objetos das pesquisas que apresentadas haviam revistas de comunicação científica, materiais didáticos, livros literários e plataformas digitais de criação e consumo de conteúdos. No final de cada hia, as coordenadoras de cada grupo fecharam os trabalhos tratando de temas relacionados às suas pesquisas.

Foto: Marina Delege
Para mim foi uma experiência muito divertida poder mostrar um pouco do que pretendo fazer no meu projeto de pesquisa e ainda receber comentários e dicas de teoria para fundamentar melhor minhas reflexões. Geralmente fico nervosa em falar em público, principalmente sobre alguma coisa que ainda estou fazendo e que não tenho tanta certeza, mas apresentar para pessoas que estão dispostas a ouvir e acrescentar de forma produtiva é muito bom. É bastante comum esquecermos que em Ciências Humanas também temos metodologia -- e que muitas vezes a metodologia que já conhecemos não dá conta de tudo que precisamos fazer para analisar um objeto (ou um córpus, como preferir).

Até breve! 

0 comentários:

Postar um comentário

Muito obrigada por passar no Doki Doki! A sua visita é super importante para mim. Me conte, gostou de alguma coisa no post? Não gostou? Me ajude a produzir conteúdos cada vez melhores, a sua opinião é muito importante.

My Instagram