sexta-feira, junho 29, 2018

Doki Livros | Sol em Júpiter, Lola Salgado

Existem alguns livros que começo a ler sem esperar nada e acabo me surpreendendo muito. Este é o caso de Sol em Júpiter. Quando li a sinopse pensei que este seria mais um romance sobre curar um coração partido com um novo amor, mas descobri, durante a leitura, que havia bem mais do que o romance de esquentar o coração que gosto tanto.


Sol em Júpiter traz a história da youtuber Sol -- e é com ela e sua desventura amorosa [que conduz a um final digno de esquentar a alma] que somos incitados a fazer diversas reflexões sobre o mundo conectado em que vivemos e sobre as pessoas que acompanhamos todos os dias pelas telas do celular e computador. Esta é uma daquelas histórias que vão prendendo o leitor com seus detalhes -- aqueles detalhes que ajudam a compor o tom descontraído da narrativa.

Eu gostei do ritmo da narrativa.
Eu gostei da complexidade da personagem principal.
Eu gostei de quão humanos e críveis são todos os personagens.
Eu gostei das emulações de comentários do youtube.
Eu gostei da forma como os vídeos que compõem a trama são apresentados.
Eu gostei do jeito divertido do Júpiter.
Eu amei a diagramação: todos os detalhes para diferenciar os capítulos em que Sol ou Júpiter narram, toda a diagramação diferente para indicar os vídeos do youtube, a capa e seu verso... tudo está lindo.

Sol em Júpiter vem de mansinho, com tom divertido e linguagem sem segredos, mostrar aquele lado da moeda que parecemos esquecer quando se trata de influenciadores digitais: sua humanidade. Narrada em primeira pessoa por Sol e Júpiter, a trama segue principalmente a mocinha e o desenrolar a partir do encontro (marcante) entre os dois personagens que dão nome ao livro.

Sol, por ter cabelo cacheado e volumoso, recebeu o apelido de Juba -- que deu nome ao seu canal -- e sofreu bullying durante a escola -- esse bullying deixou marcas tão profundas na moça que isso ainda a afeta de formas negativas. Por ser uma criadora de conteúdo em base diária -- e viver disso --, ela tenta ser o mais sincera possível com seus seguidores, mostrando o seu cotidiano, seu relacionamento com André, que também é youtuber, e tudo o mais que for possível. Mas todos temos uma parte das nossas vidas que não queremos mostrar -- e, no caso da personagem, essa parte envolve também a insegurança gerada pelo bullying.

Um ponto que não posso deixar de mencionar é que os três personagens "principais" trazem suas complexidades e seus dramas próprios. Seus humores, suas ações são todas muito humanas, muito relacionáveis com o que conhecemos fora dos livros, por isso é também tão fácil acompanhar o desenrolar da trama.

Mais do que uma história de amor fofa e engraçadinha, com aquela dose de drama que adoramos, a narrativa fala de conhecer e aceitar a si mesmo, fala da síndrome do pânico, da vida real e da vida mostrada nas redes sociais. E, para mim, são essas as reflexões que fazem este romance ser diferente dos outros porque nos atingem diretamente -- quão reais realmente somos nos filtros do Instagram?

A facilidade com que a autora transita entre os temas abordados é tão grande que faz o leitor se envolver com a narrativa sem nem mesmo perceber. Me identifiquei com Sol, torci por Júpiter (que, vale o parênteses, é dono dos capítulos que mais gostei) e quis que André fosse para o inferno mais vezes do que esperava. Mais do que apenas gostar da história, me apeguei aos personagens (que poderiam muito bem ser algum dos influenciadores que acompanho).

Até breve! 
sexta-feira, junho 29, 2018 / by / 7 Comments

7 comentários:

  1. Oi Vitória, tudo bem? Quando vi a capa e a sinopse eu já pensei em romance fofo, mas ao ler sua resenha e de outros blog me convenci que é mais do que isso e que bom. Gostei das características dos personagens e acho que vou curtir a história.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  2. Oi Vic!

    Tudo bem? Eu fui absolutamente enganada por esse livro, achei que seria um romance fofo e leve, não esperava que tratasse temas pesados como bullying e síndrome do pânico entre outros! Me apaixonei pelo Júpter e me senti muito próxima da Sol, a Lola tem mesmo uma narrativa incrível e envolvente e agora quero ler tudo que ela publicar!

    Beijinhos - Jessie
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  3. Adoro histórias fofas e engraçadas, pois se tornam leve se tornando a melhor dica após uma leitura densa, adoro a capa por ter esse tom forte que chama atenção, ainda não conheço a escrita da autora e pretendo ler em breve. beijos

    Joyce
    Livros Encantos

    ResponderExcluir
  4. Olá, Vitória!

    Eu amei a sua resenha e a forma como você apreciou a leitura. Fico muito feliz por ter gostado tanto!

    Todavia, eu não não consigo me apaixonar por esse livro. Encontrei muitos problemas na mocinha da história. A achei superficial, vazia. E não foi possível pensar de maneira diferente. Mas a leitura valeu a pena por causa do Júpiter. Dele sim gostei muito! Me apaixonei por esse mocinho. Apenas por ele.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Eu gostei tanto, tanto, tanto deste livro que bato palmas quando leio uma resenha como a sua porque eu sei o que você sentiu enquanto leu.
    Quero ler mais coisas da Lola, pra ontem!!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem?
    Eu tenho visto muitas resenhas positivas sobre esse livro e estou cada dia mais curiosa. Parece ser uma história muito bonitinha, mas com personagens bem construídos e que ainda traz temas interessantes.
    Adorei sua resenha e ver o quanto essa leitura te tocou. A dica já está anotada e espero ler em breve.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Oi, Vitória!
    Tenho esse livro na estante e pretendo ler em breve, já li um outro livro da autora e adoro sua escrita que é bem envolvente e instigante. Espero amar esse livro assim como amei a Linguagem do Amor.

    Beijos,

    Rafa - Fascinada por Histórias

    ResponderExcluir

Obrigada por passar no Doki Doki :) A sua visita é muito importante para mim. Gostou de alguma coisa? Não gostou? Me conte! ;)