segunda-feira, maio 14, 2018

Doki Livros | Alma?, Gail Carriger

Eu acho que não me divertia tanto com um livro há muito tempo. O começo do livro foi simplesmente hilário (e um pouco sem noção também). Alexia é realmente uma personagem interessante - e sua sombrinha é obviamente perigosa para as pessoas ao seu redor.


Comecei a leitura sem muitas expectativas, apesar de todo mundo que conheço adorar essa série, porque aprendi há muito tempo que é mais satisfatório ficar surpresa por uma boa narrativa do que o contrário. E com o passar dos capítulos não pude fazer outra coisa senão me render à Alexia e companhia.

A história segue Alexia Tarabotti, uma moça aparentemente comum, mas que pode anular os poderes sobrenaturais de qualquer pessoa apenas com seu toque. Quando a encontramos, ela está prestes a se envolver numa situação muito comprometedora para uma moça solteira da sociedade -- o assassinato de um vampiro -- e isso desencadeia uma série de outros acontecimentos que irão fazer da história um passeio tanto intrigante quanto divertido. Fiquei bastante surpresa por termos uma personagem tão independente (e nada convencional para os padrões de uma moça educada) dentro do contexto da sociedade de época (opa, Era Vitoriana de lindos vestidos e bailes) em que a história se passa -- e isso é ótimo porque possibilitou que a autora pudesse colocar em sua narrativa muitos aspectos que fazem o leitor pensar em que tipo de sociedade [ainda] estamos e traçar paralelos com a ficção (sim, estou muito estudante de literatura nesses dias).

Não tenho lá uma vasta lista de livros de steampunk, porém... a impressão que ficou depois de terminar a leitura é que a autora fez um trabalho muito amarradinho e coerente com a sua proposta narrativa ao colocar mistério, steampunk romance e comédia juntos e ainda conseguir nos mostrar o que era considerado como costume e modo de viver durante a Era Vitoriana -- e, deixe-me te dizer, é muito mais divertido aprender sobre um tempo específico dessa forma, é bastante óbvio que houve um belo trabalho de pesquisa para a escrita deste livro, me parece que nem mesmo é preciso dizer que a autora só conseguiu criar uma narrativa tão natural e confortável encaixada nesta época porque pesquisou e estudou muito sobre [mas digo mesmo assim, por via das dúvidas]. Ainda que Alexia seja uma personagem sobrenatural com poderes bem diferentes do que encontramos por aí, ela possui as mesmas preocupações que as mulheres de seu tempo têm (e que encontramos em outros gêneros), ou seja, seu papel como mulher na sociedade, a segurança que vem com o casamento (não podemos esquecer que a conhecemos como uma solteirona) e a como os pensamentos e ideias das mulheres não eram valorizados. Sua forma de superar essas questões foi um tanto quanto brilhante, na minha humilde opinião -- e eu não vou te contar como, claro, mas a autora fez de uma forma que foi ótimo de se ler.

É claro que nada é perfeito e durante a leitura tive sim algumas ressalvas (alguns pontos sobre o romance de Alexia com o lobisomem charmoso me fizeram ler alguns parágrafos várias vezes para aceitar o que estava acontecendo, mas tudo bem), mas de forma geral a história flui bem, funciona bem e tem o bastante de química entre o casal para nos entreter e agradar. [e estou surpresa que desta vez não dediquei um parágrafo só para falar sobre o romance e o personagem masculino principal -- vejo isso como um progresso, e você?]

O estilo de escrita de Gail Carriger me cativou desde o primeiro capítulo, as linhas transbordam com humor e até mesmo os detalhes meticulosos (que costumam n]ao me agradar tanto em narrativas) se provaram bastante úteis e necessários dentro do mundo criado. Alma? é um livro de mistério com um toque cômico que traz leveza ao ritmo e às informações que vão sendo compartilhadas com o passar da narrativa. Este é um universo repleto de criaturas diversas e interessantes que desperta o desejo de conhecer cada e todo segredo escondido. Me diverti bastante enquanto lia -- é claro que nem todo mundo pode gostar, mas o senso de humor impregnado no estilo de escrita da Gail realmente foi um diferencial.

Até breve! 
segunda-feira, maio 14, 2018 / by / 0 Comments

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por passar no Doki Doki :) A sua visita é muito importante para mim. Gostou de alguma coisa? Não gostou? Me conte! ;)