Retrospectiva Doki Doki

sexta-feira, dezembro 23, 2016

Exatamente hoje fazem dez dias desde o último post por aqui. Eu poderia te contar que esses dias foram corridos e tudo o mais, mas preferi fazer diferente neste final de ano. Final de ano é hora de pensar e lembrar tudo o que passou nos últimos meses e aqui no blog não seria diferente. É hora de uma retrospectiva literária divertida.

Noel e Rodolfo, a dupla sensação do Natal
As meninas do Dicas da M e do Minha Secreta Poesia criaram o #desafio366em7 e vou usar suas indicações para cada dia do desafio como uma forma de relembrar os pontos altos ~e baixos~ da minha saga pelo mundo literário ao longo do ano.

Vamos lá!
você pode fazer a sua retrospectiva no instagram e marcar o desafio também!
1 - Livro que te fez chorar em 2016
Eu poderia escolher um livro só, mas não sou boa com escolhas, por isso vou colocar aqui os dois últimos livros que me fizeram chorar. O primeiro é Três Vezes Nós, da Laura Barnett (que eu não conhecia e por isso também pode aparecer na pergunta 3). A trama traz três versões para a história de Eva e Jim e todas as três são tocantes de formas completamente diferentes -- todas terminam mais ou menos da mesma forma também. O segunda é O primeiro dia do resto da nossa vida, de Kate Eberlen. Aqui, nossos personagens voltam a se encontrar muito depois da primeira troca de olhares e depois de passarem por muita coisa em suas vidas. A trama é bonita, com escrita limpa e tocante de várias formas.

as capas são lindas também
2 - Livro mais esperado de 2016
Mais uma vez, não posso escolher apenas um título. Esses são os meus mais aguardados do ano: Dama da Meia-Noite, da Cassandra Clare. Não preciso nem explicar muito a minha ansiedade. Tudo que envolva Caçadores de Sombra me fará fica ansiosa e com certeza esse é um dos melhores títulos da autora. O Coração da Esfinge, da Colleen Houck. Desde que terminei o primeiro livro, precisava de mais de Lily e Amon na minha vida e esse volume fez com que eu me apegasse ainda mais aos personagens -- ou seja, preciso do próximo. Um tom mais escuro de magia, da Victoria E. Schwab. Esse livro. Esse livro não tem como ficar fora da lista. Tenho lido resenhas e mais resenhas sobre ele por meses, esperando ansiosamente poder ter um exemplar nas minhas mãos -- e agora eu tenho.

três coisas lindas desse ano <3
3 - Autor que conheceu esse ano
Como já citado, nessa categoria se encaixa Laura Barnett com Três Vezes Nós (e não irei me repetir contando a história que já está na primeira pergunta) e Maria Dahvana Headley com o maravilhoso Magônia. Em Magônia somos apresentados a um mundo completamente novo e incrível, sua trama é bem trabalhada e seus personagens são ótimos -- esse é mais um livro que me deixou hiper ansiosa por sua continuação.

magôniiiiiiiiiaaaaaaaaaaaaa <3
4 - O queridinho de 2016
Nessa categoria eu poderia colocar vários livros lidos neste ano, mas este post ficaria interminável, por isso escolhi apenas alguns. O primeiro é Simon vs. A Agenda Homo Sapiens, da Becky Albertalli. A escrita delicada de Becky nos encanta e prende durante toda a história e Simon, ah Simon... é um dos melhores personagens que conheci neste ano. O próximo é Magônia, da Maria Dahvana Headley. Mas, novamente, não irei parafrasear o que escrevi na pergunta anterior. Outro queridinho do ano é Sonata em Punk Rock, da Babi Dewet. Simplesmente adorei a trama e os perso (e você sempre pode voltar na minha resenha para saber mais sobre ele).

três livrinhos lindos demais
5 - Decepção do ano
Provavelmente isso vai te deixar irritado comigo. Mas a minha decepção é Harry Potter e a Criança Amaldiçoada (Partes 1 e 2), de John Tiffany e Jack Thorne baseados em uma história original de J.K. Rowling. Minhas razões: eu esperava mais. Estou acostumada a ler peças de teatro então o formato do livro não me influenciou em nada. Eu apenas... não fiquei realmente feliz com a história -- para mim foi uma leitura chata e passei a maior parte do tempo com raiva de todos os personagens e completamente bored af. É a vida. Move on.

"eu vim para causar discórdia"
6 - O personagem mais marcante de 2016
Com certeza 2016 foi o ano de Daemon Black. Daemon rouba a cena em Obsidiana -- e em Ônix também -- e faz um belo par com Kat. Com certeza a saga LUX de Jennifer L. Armentrout não seria a mesma sem ele.

Daemon <3
7 - Entrando no clima do Natal
Minha criatividade não anda lá aquelas coisas, porém... aqui está minha foto comemorativa!

os dois últimos livros que irei ler neste ano <3
Este ano, como você pode perceber, li muitos livros escritos por mulheres e fiquei muito feliz com isso! who run the world? Conheci autoras e autores novos ao longo dos últimos onze meses, vários deles brasileiros, e me surpreendi com tramas bem trabalhadas e personagens bem delineados. E o seu ano literário, como foi?

Até breve! 

You Might Also Like

2 comentários

  1. Gostei da retrospectiva! Eu ainda não li HP - tô me coçando de ansiedade aqui hahaha - mas estou tentando não botar taaaanta expectativa. Acho que a peça deve ser animal, mas quando a gente lê o texto, ainda mais depois de ter lido e amado a saga toda em um outro formato de escrita, acredito que as chances de haver decepção não são tão pequenas assim. Conheço gente que amou demais, então é relativo.
    Ah, sabe, morro de vontade de ler Simon vs A Agenda Homo Sapiens!

    Beijão,
    Aline - Livro Lab

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Aline!
      Sim, sim, é bem relativo mesmo, tenho amigos que amaram Cursed Child e outros que odiaram haha o que pegou mais pra mim foi a história mesmo, mas enfim haha
      Ai, quando tu puder, leia Simon sim! É um livro amorzinho demais!

      Excluir

Obrigada por passar no Doki Doki :) A sua visita é muito importante para mim. Gostou de alguma coisa? Não gostou? Me conte! ;)

Editora parceira

Editora parceira

Editora parceira

Editora parceira

Subscribe