Doki Livros | Misterius In Versus, A. T. Correia

segunda-feira, outubro 31, 2016

Postei sobre esse livro aqui no blog há algumas semanas, e sua premissa me chamou tanto a atenção que resolvi dar uma chance e satisfazer minha curiosidade de uma vez por todas. Então, aqui estamos nós com o que achei de Misterius In Versus.

é uma pena que o nome na lombada fique de cabeça para baixo...
Misterius In Versus traz a história de Eduardo, um bibliotecário que cai de gaiato em uma armadilha de uma sociedade secreta e agora precisa começar uma busca inquietante cheia de mistérios envolvendo Os Lusíadas (sim, aquela obra de Camões) e vários destinos turísticos maravilhosos.

Antes de mais nada, quero que você saiba que comecei a ler a obra de A. T. Correia com a mente aberta. Faço Letras e estudei Camões de forma pontual e específica durante alguns meses por isso sei mais do que o básico sobre essa épica história portuguesa (afinal, entre outras coisas, quando eu me formar no próximo ano serei uma especialista em literatura) e seu contexto e conheço vários pesquisadores que dedicam suas vidas a estudar, ler e reler essa obra. Assim, fiquei muito curiosa para saber como o autor iria lidar com o peso que os versos de Camões têm. No geral, saí da leitura bastante satisfeita com a trama.

Correia traz uma história bem amarrada, com riqueza de detalhes e vários fatos que vão se encaixando na trama de forma a fazer com que os mistérios sejam atrativos e suas resoluções dinâmicas. A carga de detalhes não faz com que a leitura fique pesada, pelo contrário, é essa abundância que nosajuda a entender vários pontos da trama. Seu ritmo é constante (o que foi um alívio) e seu encadeamento de fatos faz sentido durante a leitura.

Eduardo é um bom personagem, mesmo sempre sendo colocado à prova, vai em frente na busca e os laços que constrói ao longo da narrativa fazem muita diferença em sua postura e crescimento. Certamente foi um bom personagem para se acompanhar. Os outros personagens -- que não são tão secundários assim -- também possuem grande importância para o ritmo constante da trama, até mesmo o polícial que aparece para perguntar para Eduardo "por que ele não estava preocupado com sua namorada" não está ali à toa.

Achei a premissa da trama do autor bastante corajosa. A forma como ele entrelaçou alguns versos d'Os Lusíadas com sua narrativa ficou muito consistente -- mesmo que em alguns momentos, durante a leitura, eu precisasse me lembrar de que era uma ficção (porque alguns pontos me deixaram inquieta com a forma como os versos eram tratados -- me senti um daqueles literários exagerados). Certamente é uma leitura bastante agradável e indicada para todos que gostam de um bom mistério. 

Até breve! 

You Might Also Like

0 comentários

Obrigada por passar no Doki Doki :) A sua visita é muito importante para mim. Gostou de alguma coisa? Não gostou? Me conte! ;)

Editora parceira

Editora parceira

Editora parceira

Editora parceira

Editora parceira

Subscribe