Doki Livros | Obsidiana, Jennifer L. Armentrout

sexta-feira, julho 29, 2016

Terminei de ler Obsidiana quarta-feira (27/07) e ainda estou naquela névoa (maravilhosa) super empolgada da pós-leitura, então preciso deixar avisado de antemão que sim, estou completamente apaixonada por um alien fictício e pre-ci-so de Ônix (a continuação) o mais rápido possível. E é isso. Tendo te avisado da situação desta resenhista que vos fala, vamos ao que interessa.

a foto poderia ser melhor? poderia. mas é o que tem para hoje, ainda sem celular e câmera D:
Obsidiana é o primeiro livro da saga Lux, de Jennifer L. Armentrout, e conta a história de Katy, uma adolescente [blogueira!] que acabou de se mudar para uma cidadezinha no meio do nada com a mãe, e Dee e Daemon, gêmeos e aliens lindos que moram ao lado e mudam de maneira irrevogável a vida de Katy. Apenas o fato de Dee e Daemon serem aliens já me parecia uma boa premissa -- ai "conheci" a Katy.

Consegui me identificar bastante com Katy por uma série de razões (não, meu vizinho não é um alien também -- pelo menos, eu acho que ele não é), mas principalmente por ela ser "a aluna nova" no ensino médio (o que eu fui), e por causa do que ela sentiu com a mudança. Entendo o que Katy sentiu quando mudou de cidade porque é basicamente o que senti quando mudei para a cidade em que estou agora para fazer graduação -- deixar tudo para trás para ir para uma cidade pequena e começar tudo de novo é bastante estressante (mesmo que no meu caso a cidade não seja a menor do mundo). Mas além disso, ela tem personalidade forte e fibra -- todas as vezes que Daemon dá uma patada, ela responde de um jeito ou de outro (e isso acontece em quase todos os momentos) --, e é uma adolescente que está mais preocupada em postar o "Waiting on Wednesday" do que escolher o curso para a faculdade (isso também me lembrou a mim mesma).

Por mais que nos últimos tempos eu venha encontrando um número cada vez maior de personagens femininas fortes, ainda acho que não só as adolescentes, mas o público feminino em geral merece ter mais personagens que, apesar de se apaixonarem, não sejam tolas e irreais. E é aí que Katy entra. Armentrout criou uma personagem que poderia ser a minha vizinha adolescente -- criou uma personagem bem realista, que xinga um garoto de babaca (porque ele é um babaca) e mostra o dedo do meio sem medo. Resumindo, Katy é ótima!

sério, os olhos do Daemon chamam atenção mesmo em preto e branco
Agora vamos ao Daemon. Desde sua primeira cena esse garoto Luxen (vulgo, alien) extremamente bonito (quem não se encantaria por "olhos tão verdes e brilhantes" feat. tanquinho?) foi um babaca. Daemon pega no pé de Katy, manda ela ficar longe de sua irmã, é grosso e tem sentimentos não resolvidos por ela (existe uma tensão entre eles desde o princípio também). É claro que depois de um certo momento fica  bastante claro o porquê dele agir assim, mas essa "relação" aos trancos com Katy prende a atenção do leitor -- nós não sabemos qual/quando a próxima grosseria virá, mas esperamos para ver a reação da "gatinha" porque as cenas entre os dois são muito boas!

E isso me leva a falar de Dee. Essa adolescente alien é provavelmente a personagem mais animada que encontrei nos últimos tempos. Dee é um amor. Desde o primeiro momento ela quer ser amiga de Kittycat e fazer tudo com ela e não deixar que o comportamento do irmão irterfira na amizade delas. Para falar a verdade, por ter tanta energia, Dee me lembrou um pouco da Dee Dee, irmã do Dexter (do desenho do Cartoon) -- em alguma momento no passado eu já comentei que faço relações estranhas entre livros e outras coisas, então... Mas diferente da Dee Dee, que é irritante demais, a Dee é uma daquelas personagens que são como um sol na narrativa (e, nesse caso, ela tem luz mesmo). Todas as cenas com ela aquecem o coração do mais frio leitor.

Eu deveria contar um pouco sobre a mãe de Katy ou sobre as outras garotas da escola ou sobre os outros aliens que aparecem, mas sobre a mãe ainda não sei o que escrever porque ela trabalha fora boa parte do tempo e é como uma mãe normal (daquele tipo que fala para você sair do computador e ir conhecer os vizinhos, como a minha mãe fazia quando eu era mais nova). As outras garotas da escola com quem Katy conversa são bem legais. Lesa e Carissa aparecem pouco, mas são as responsáveis por Katy começar a questionar algumas coisas que seus vizinhos não lhe contaram. E quanto aos outros Luxen... Adam, o pseudonamorado de Dee, parece ser legal, mas Ash, Andrew e Garrison não parecem tão legais assim -- aliás, Adam, Ash e Andrew são gêmeos também. Então, como ainda preciso ler mais sobre eles, vou deixar para comentar mais na resenha do próximo livro.

coisas que aprendemos em livros: em algum momento toda mocinha irá parar no hospital
Antes de terminar essa resenha, preciso comentar rapidamente sobre os antagonistas dos protagonistas dessa história. Bom, se existem aliens de luz, existem aliens de sombra (e faz sentido porque yin e yang...), os Arum. Os quatro que apareceram nessa história fizeram bem seus papéis de vilões -- atrapalharam um pouco a situação e também serviram para Katy aprender coisas novas e sentir medo. Os Arum são a razão para o povo de Daemon sentir medo e com razão. Depois que Daemon explica sobre eles para Katy (e eu não vou contar o que ele explica porque quero que você leia também), me peguei pensando que ainda deve ter alguma outra informação sobre esse povo -- que provavelmente nem o Daemon saiba -- que pode ser muito importante em algum momento no futuro nessa saga.

Armentrout criou uma história onde tudo vai se encaixando e evoluindo. Uma ação leva a outra, uma briga leva a outra, um rastro leva a outro... E isso faz com que os personagens tenham espaço para mostrar de forma mais convincente sua personalidade. Daemon é um babaca, mas tem uma razão. Katy é mais forte do que pensava, e prova isso. A forma como a autora conduz esse primeiro livro é ótima -- a problemática é introduzida, os personagens são apresentados, os problemas são colocados na mesa. Sua linguagem não é cheia de rodeios, seus personagens (por mais fantásticos que sejam) conseguem criar relações com os leitores (por exemplo, na cena em que Daemon assiste um vídeo que Katy postou no blog, acho que todo mundo que já postou algum vídeo no youtube sabe o quanto é estranho assistir a si mesmo com alguém do lado [e esperar os comentários sobre isso depois]) e sua narrativa conquista no ritmo constante dos acontecimentos.

Não sei quem disse, mas "um lacre é um lacre" e Lux é tudo o que eu aprecio em uma série -- personagens apaixonantes, bom fio narrativo, ritmo constante, linguagem clara. Se você está procurando uma nova paixão literária, está na hora de você dar uma chance para um alien.

PS: Daemon. ❤ Sério: 

Até breve! 

You Might Also Like

22 comentários

  1. Olá!
    a capa desse livro é linda esse Alien então.. fiquei interessada mesmo sendo um babaca, mas ele deve ter seus motivos e eu quero saber deles rsrs.. gostei da personagem ser forte, e responder a altura. Fiquei curiosa com essas personagens, e espero poder conferir esse livro logo.

    Beijos!
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br//

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tahis!
      Ah esse alien... <3 Depois que você ler, volta aqui pra me contar o que achou! :)

      Excluir
  2. Oiii Vitória, como vai?
    Infelizmente confesso que não tenho muito interesse em realizar a leitura dessa obra, não consigo me agradar do gênero e nem da premissa, achei bem graça a capa também. Mas, adorei ter lido a sua resenha que está maravilhosa, e fiquei de olho nos docinhos.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Morgana!
      Que pena que o livro não te atraiu =/
      Haha essas carolinas sumiram no minuto em que terminei de tirar a foto haha

      Excluir
  3. Oi Vitória! Tudo bem?
    Esse não é meu gênero de leitura favorito, mas vejo tanta, mais tanta propaganda desse livro que estou pensando seriamente em dar uma chance a ele! Das pessoas que conheço que leram, todas amaram! E sua resenha não deixa duvidas do porque ele ser tão adorado! Parabéns pela resenha e me convenceu a dar uma chance ao livro!
    Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sophia!
      Opa, que bom que ajudei a te convencer a ler! :D Xô te falar, a história de Katy, Dee e Daemon vale a pena e espero que você se diverta e se encante tanto quanto eu! :D

      Excluir
  4. Oi
    eu gostei da resenha, ando lendo muitas resenhas positivas desse livro e fico interessada em ler, e o legal é que a protagonista é blogueira.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Denise!
      É super legal que a Katy é blogueira né? :D Tomara que você leia logo -- aí a gente vai poder conversar sobre! haha

      Excluir
  5. Olá!
    Sempre ouvi falar muito bem sobre a saga e tenho muita curiosidade de ler.
    Adoro personagens femininas fortes e com certeza quero conhecer Daemon.
    Pelo que pude notar, a autora fez um ótimo trabalho e esse primeiro volume da saga cumpriu totalmente sua função.
    Espero lê-lo em breve.
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Aline!
      Siim, foi uma boa introdução para a série! Tomara que você possa ler em breve! :D

      Excluir
  6. Oiee ^^
    Gente, eu não vi UMA resenha negativa a respeito deste livro! Ele é o primeiro título na minha listinha de desejados... Maas... Eu decidi que vou aguardar o lançamento de TODOS os livros da série antes de ler "Obsidiana", assim não fico me sentindo doida quando terminar um e não ter o outro em mãos...hehe' Parece ser uma história lacradora mesmo, com tudo o que o leitor procura num livro ♥ Espero gostar tanto quanto você.
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dryh!
      Olha, acho sábia a sua decisão de esperar o lançamentos de todos, porque a espera... ah a espera... ela mata aos poucos haha

      Excluir
  7. Oi Vitória,
    Sempre leio resenhas positivas em relação ao Obsidiana, se eu fosse levar em consideração somente a capa do livro essa não seria uma leitura que iria fazer. Foi legal essa identificação que você teve com a protagonista em relação as mudanças, também já senti isso, uma vez ainda na infância e oura para cursar a faculdade, o processo de adaptação é bem complicado. Pena que ainda não foram lançados todos da série pois não me aguento de ansiedade por ter que esperar a sequência. Parece que a escrita da autora é realmente cativante e que ela saber conduzir a trama. Provavelmente darei uma chance para o livro quando toda a série for lançada.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Anna!
      Quando nos identificamos com uma personagem a leitura fica bem mais legal, não? Mas tomara que quando todos os livros forem lançados, você dê uma chance para essa história :)

      Excluir
  8. Oi Vitória.

    Tenho muita vontade de ler este livro, porque li algumas opiniões muito boas sobre ele. Sabendo pela sua resenha que é uma história sem rodeios, aumenta mais minhas expectativas, sem mencionar que a capa é linda. Dica anotada, preciso ler este livro logo.

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Kênia!
      Opa, que bom que ajudei a te deixar com vontade de ler! :D

      Excluir
  9. Olá esses livro está na minha lista de desejados <3 Adorei sua resenha e ela só me deixou com mais vontade de ler <3
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carol!
      Que bom que a minha resenha ajudou a aumentar a sua vontade de ler! haha :D

      Excluir
  10. Gostei bastante do seu entusiasmo com o livro, mostrou bem na resenha o quanto a obra te cativou. Mas infelizmente não fiquei interessada na obra, o estilo do Daemon é o que mais detesto em romance, o grosseirão ou bad boy que tem sempre um motivo para agir assim com a mocinha, só de saber que esse esteorotipo tem na obra já me desinteressou, só que assim mesmo, eu gostei da sua resenha e da sua alegria perante ao livro, mesmo que eu não tenha ficado interessada na obra, foi bom ler sua opinião.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sammy!
      Que pena que o livro não te interessou! - o Daemon é bem babaca, mas pela Katy não se deixar intimidar, a relação entre eles fica bem interessante :)

      Excluir
  11. Vitória, confesso que de inicio não consegui me animar em ler não, pois achei meio estranho esse negócio de alien (que eu não curto), mas gostei muito da maneira que você foi apresentando os personagens.
    Cara, acho que já adoro a Katy.
    Agora quero ler e ter a certeza de que vou gostar tanto assim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Déborah!
      Então, é bem diferente encontrar um personagem alien, mas depois que a gente dá uma chance... hehe E a Katy é ótima :3 Tomara que você goste tanto quanto eu gostei! :D

      Excluir

Obrigada por passar no Doki Doki :) A sua visita é muito importante para mim. Gostou de alguma coisa? Não gostou? Me conte! ;)

Editora parceira

Editora parceira

Editora parceira

Editora parceira

Subscribe