Doki Livros | Corações Raros, Catherine Mann

segunda-feira, abril 25, 2016

Já faz algum tempo desde a última resenha com algum romance de banca, por isso (e aproveitando o meu humor) achei que estava na hora de comentar um pouco sobre Corações Raros, uma edição da Harlequin com três histórias de Catherine Mann.

essa capa <3
Em Corações Raros encontramos as histórias dos herdeiros da família McNair, Stone, Alex e Amie, correspondendo aos livros "O Coração de um Cowboy", "O Coração de uma Mulher" e "O Coração de um Homem". As três histórias, ainda que individuais, conversam entre si e acontecimentos dos livros anteriores são lembrados nas duas últimas histórias. Por isso, vou comentar separadamente cada uma das histórias.

eu sempre acho que deveria ter pelo menos uma ilustração no começo de cada livro
Em "O Coração de um Cowboy" somos apresentados aos membros herdeiros da família McNair, três primos, Alex e Amie que são gêmeos e Stone -- todos criados pela avó cuidadosa e carinhosa --, e à situação complicada que a família se encontra: a matriarca, Mariah, está muito doente e tem seu tempo na companhia da família contado. É a partir dessa problematização que as três histórias se desenrolarão. O primeiro dos três é Stone e ele precisa passar por um teste da avó que consta em passar uma semana com sua ex-namorada, Johanna.

Stone e Johanna formam um par interessante, mas alguma coisa nos dois não me cativou realmente. A história entre eles é muito bonita -- encontrar lares para os cães da avó dele é o pano de fundo perfeito para esses dois --, mas alguma coisa em Stone me incomoda. Provavelmente é a forma como ele trata Johanna no começo -- tenho estado pouco receptiva à personagens que já começam a história dando em cima, da maneira errada, da mulher por quem são apaixonados. É claro que os dois ficam juntos, mas o caminho até o final feliz passa por muitas questões de confiança para esses dois.

essa história <3
"O Coração de uma Mulher" é possivelmente a minha história preferida entre as três. Nela somos apresentados a Nina Lowery e seu filho, Cody -- os dois são um pacote. Nina é uma mãe encatadora e mais do que cuidadosa com Cody, que demanda cuidados especiais, e por isso faz de tudo para a felicidade do filho -- o que inclui ir para o acampamento de cowboys da família McNair. É aí que ela conhece Alex e começa a se apaixonar por esse cowboy nada comum.

Conhecemos Alex na história anterior e por sabermos do amor que ele sentia por Johanna, era de se esperar que Mariah lhe desse um teste importante. Ele deve convencer Nina a vender as ações que a família Lowery comprou do patrimônio dos McNair -- mas talvez, e apenas talvez, a matriarca da família já sabia que algo mais aconteceria entre ele e a bela ruiva.

Essa é provavelmente a história mais doce. Mesmo sabendo de seu teste, Alex o coloca de lado e se concentra em conhecer Nina e Cody, em saber de seus anseios e medos -- o que faz com que ele se apaixone. Os dois formam um belo casal e todas as cenas entre eles são bem construídas para que o final seja o esperado, mas não mesmo emocionante por isso.

A Amie é um amor também :3
Já em "O Coração de um Homem" temos a história de Amie, a irmã de Alex. Seu teste era viajar com Preston Armstrong, o novo homem encarregado de cuidar do império da família -- o que seria fácil, se ela não estivesse tentando esconder que estava grávida dele.

Provavelmente a história de Amie e Preston é a mais conturbada, mas ainda assim é um romance daqueles de tirar o fôlego, onde você fica torcendo para que a mocinha consiga enxergar que o mocinho a ama -- e onde você quer gritar com o mocinho para ele fazer as coisas direito e apenas contar para ela que a ama.

Das três, a história de Amie é que li mais rápido. Com a escrita de Catherine que flui maravilhosamente bem e o enredo amarrado de forma mais do que satisfatória, O Coração de um Homem fecha a trilogia de Corações Raros e deixa na leitora aquele suspiro de contentamento.

Até breve! 

You Might Also Like

4 comentários

  1. OI
    nunca li um romance de banca, mas fiquei interessada já que parece ser legal e pelo que entendi a avó tenta arrumar relacionamentos para eles, legal que são os três em um só.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, a avó serve de casamenteira hehehehe mas quando tiver tempo, leia um romance de banca sim! são bem divertidos :D

      Excluir
  2. Eu li esse livro e gostei muito das três histórias, amo romances de banca leio desde que me conheço por gente. Existe certo preconceito por parte de algumas pessoas com relação a eles mas é só até começar a lê-los pois são viciantes, histórias leves e gostosas de se ler numa tarde em que se está sem fazer nada em casa.

    ResponderExcluir

Obrigada por passar no Doki Doki :) A sua visita é muito importante para mim. Gostou de alguma coisa? Não gostou? Me conte! ;)

Editora parceira

Editora parceira

Editora parceira

Editora parceira

Subscribe