E sinto tão perto

sábado, dezembro 26, 2015

daqui.

Às vezes não consigo me lembrar do que sou, de quem sou, de quem deveria ser.
Uma confusão de pensamentos me persegue em todos os cantos da minha mente. Me sinto uma fugitiva dentro do meu próprio corpo. Não posso confiar em nada nem ninguém, muito menos em meus glóbulos brancos. Tudo pode me destruir. Nada pode me deter.
Não é fácil sofrer mudanças, não é fácil perceber que tudo o que sempre quis pode ou não se tornar realidade. E a realidade não é como um sonho. Eu posso amar, posso sentir como qualquer outro, mas me esqueço de ser mais. Esquecer corrompe.
Por isso, quando mudo, mal percebo que deixo para trás mais pedaços de quem sou realmente. Um dia não sobrará mais nada e tudo o que poderão enxergar é a sombra do que não mais existe.
Sinto a mudança. Abraço a mudança. Deixo o vento varrer tudo o que há em mim. Não sei o que o futuro reserva, mas o sinto tão perto... que mais uma baforada e estarei sem ar.

Texto antigo, mas que ainda puxa suas cordas no meu coração.
 Até breve!  

You Might Also Like

0 comentários

Obrigada por passar no Doki Doki :) A sua visita é muito importante para mim. Gostou de alguma coisa? Não gostou? Me conte! ;)

Editora parceira

Editora parceira

Editora parceira

Editora parceira

Subscribe