Doki Livros | Vango - Entre o Céu e a Terra, Timothée de Fombelle

segunda-feira, junho 15, 2015

Há algumas semanas recebi da Editora Melhoramentos um exemplar de Vango - Entre o Céu e a Terra para ler e resenhar (lembra que fiz um post comentando sobre o livro?) e com a chegada do final do semestre acabei demorando um pouco mais para terminar a leitura e escrever esta resenha - mas deixa eu te contar uma coisa antes de começar com as minhas considerações: adorei essa história e preciso de mais!

adoro essa capa
Antes de qualquer coisa, preciso comentar sobre a diagramação do livro: a cor das páginas são de um tom entre branco e "branco queimado" (como diz uma amiga) e ajuda muito na leitura das páginas (eu iria comentar sobre a textura das páginas também, mas achei que seria informação demais - e ninguém precisa saber do meu nível de entusiasmo com um livro) - páginas essas que possuem letras coloridas (sim, nada de letras em "preto automático" por aqui, mas sim vinho), o que foi uma novidade bem-vinda e super agradável aos meus olhos. Além disso, a fonte dos números dos capítulos, as imagens que aparecem em postos propícios e as "ilustrações" que separam as partes da narrativa são outros atrativos ao longo da história. Mas agora, vamos às minhas considerações principais.

Neste primeiro volume de Timothée de Fombelle somos apresentados a Vango já no meio de um grande acontecimento, uma fuga - que funciona como pontapé inicial para todas as aventuras na sequência. O autor apresenta sua trama de forma tão intrincada que não nos deixa largar suas palavras até a última folha - é tanto mistério e aventura a todo tempo que não há como "fugir" do frenesi.

Estou tomando cuidado aqui para não soltar spoilers, mas já aviso que uma das perguntas mais importantes (Quem é Vango, afinal? O que aconteceu em seu passado?) não é respondida de forma completa, o autor libera pistas, pequenas respostas que realmente não satisfazem a necessidade de descobrir tudo o que desencadeou o que está acontecendo - e, pelo ponto de vista de uma pessoa que já leu literalmente de tudo, isso é incrível. São poucos os autores atuais que conseguem com maestria segurar uma história recheada de mistérios e não perder a mão.

É muito interessante ver a trama se desenvolver em contextos que estudamos na escola - o entremeio entre as duas Guerras Mundiais foi em diversos níveis uma época importante onde muita coisa aconteceu - e tal contextualização faz também com que as aventuras de Vango ganhem um tom mais "real". Às vezes, enquanto lia, cheguei a pensar que o personagem tivesse sido uma pessoa real - como vários dos outros personagens que aparecem por aqui foram.

Também é interessante a construção da narrativa. Timothée nos deixa mais familiarizados com outros persnagens do que com o protagonista - um recurso que ajuda a manter o mistério sobre o passado e a identidade de Vango. A maioria dos pontos de vista que acompanhamos são de pessoas que estão ao redor do personagem, como Ethel - outra personagem muito importante para o desenrolar da narrativa (incluindo suas dúvidas e mistérios).

Para quem não dispensa um romance, Vango não tem como foco uma relação amorosa (sem complicados triângulos pelo menos uma vez, obrigada), mas traz o desabrochar de um relacionamento de forma suave e bonita, sem forçar situações que não combinariam com o tom do que é contado.

Outro fator diferencial no livro é o guia histórico apresentado no final, "A história dentro da história", que traz fotos e textos explicativos tanto sobre a época em que a história se passa quanto sobre os personagens que realmente viveram e que aparecem no decorrer das páginas.

Com uma narrativa dividida em três partes que não perde o fôlego, lugares e pessoas históricas, personagens profundos e cativantes e ganchos incríveis, Timothée de Fombelle construiu o terreno ideal para a continuação de sua história - e para nos contar, finalmente, por que Vango é perseguido desde o começo da adolescência.

Marcadores!
Quando o livro chegou aqui em casa, comentei na fanpage do facebook que quem comentasse na resenha ganharia um marcador. Pois bem, promessa é dívida e, se você comentar nessa resenha até o final do mês e deixar o um e-mail para contato, irei te enviar pelo menos um marcador do livro! ;)

PS: a foto do post não ficou legal, mas ainda estou com os olhos dilatados (fui numa consulta na oftalmologista hehe) e essa foi a melhor que saiu hoje.

You Might Also Like

0 comentários

Obrigada por passar no Doki Doki :) A sua visita é muito importante para mim. Gostou de alguma coisa? Não gostou? Me conte! ;)

Editora parceira

Editora parceira

Editora parceira

Editora parceira

Editora parceira

Subscribe