Doki Livros | After, Anna Todd

segunda-feira, fevereiro 16, 2015

ô livro grande...
Eu sempre acho muito divertido encontrar livros que um dia foram fanfics porque cresci lendo fics dos mais diversos temas e fico feliz por essas autoras (que começaram com fanfics muito bem estruturadas) conseguirem cada vez mais espaço no mercado editorial. E este é o caso de After: antes uma fanfic publicada no Wattpad com um dos garotos da banda One Direction como personagem principal e agora uma série com quatro livros, o útimo será lançado em 24 de fevereiro desse ano, transformando o sonho de Anna Todd em realidade.

Confesso que fiquei muito surpresa quando vi que esse primeiro volume possui mais de 500 páginas - eu já sabia que a história possuia mais de mil páginas no Wattpad, mas não estava preparada para isso na edição física. Continuando com as primeiras impressões... Achei a ideia das nuvens na capa muito interessante, principalmente com a cor em tons de verde e o símbolo do infinito/dois corações em rosa, como no nome da autora.

A história em si não apresenta nada que já não havia encontrado outras vezes: uma boa menina que se apaixona por um garoto mal e que sofre as consequências disso. A premissa é a mesma de vários outros livros lançados nas últimas décadas (para não contar ainda mais além) e de outras fanfics espalhadas pela internet nos mais diversos sites voltados para isso. Por isso me perguntava, quando comecei a ler, o que havia de tão diferente, tão apelativo no que Todd criou para lhe garantir mais de um bilhão de leituras? Seriam os personagens? Ou as pessoas que lhes serviram de inspiração? Precisei ler para tentar descobrir.

Descobri que Hardin, o garoto mal cheio de tatuagens que precisa de boas aulas de educação, é construído para desestabilizar as leitoras àvidas e inocentes de plantão - o problema é que comigo não é tão fácil assim. Precisei cavar fundo na história para começar a entendê-lo e não me irritar muito com suas mudanças de humor. Descobri também que Theresa, ou Tessa, é enlouquecedora não apenas para seu par romântico, mas para mim também - tudo bem, ela está entrando agora na universidade, é uma garota que nunca faz nada de errado (e, sinceramente? nem precisa fazer) e a pressão por começar a universidade com pessoas desconhecidas é grande, mas ao mesmo tempo sua personalidade é irritante. E descobri, para encerrar esse parágrafo, que as cenas mais quantes - que são a razão pelo "Conteúdo Adulto" na contracapa - não deveriam ser comparadas às de Cinquenta Tons de Cinza, pois uma coisa não tem nada a ver com a outra e, para falar a verdade, são bem descritas, mas não estão na minha lista de "melhores cenas".

Então, sim, fiquei dividida antes de escrever essa resenha principalmente porque ao mesmo tempo em que houveram momentos em que precisei parar a leitura por algum tempo, trocar de livro, mudar o gênero para conseguir voltar para #Hessa mais tarde, também me encontrei sorrindo em alguns momentos (o que me fez adimitir que a leitura foi válida). Mas no final, quando finalmente virei a última página, senti um misto de alívio por ter terminado e vontade de ler o que acontece a seguir - afinal, já que comecei... irei terminar.

No geral, After é um leitura mediana, sua narrativa é moldada para o que seu público gosta (compra) e consegue cumprir com o que se propõe - uma história de amor onde os personagens precisam amadurecer, e deixar seu egoísmo/teimosia de lado, para conseguirem ficar juntos. Nenhum dos dois possui personalidades fáceis e o constante embate/discussão entre eles acaba por ser cansativo, o que se torna um ponto negativo para o leitor. Ao mesmo tempo, é uma premissa chamativa - afinal,  aparentemente, garotas num geral tem uma tendência a se encantar com um garoto de sorriso misterioso.

Para finalizar essa resenha... Irei ler os próximos volumes? Sim. Ainda tenho esperanças de que (talvez) os próximos acontecimentos possam me ajudar a gostar mais do universo criado por Anna - e se o contrário acontecer... paciência. Quinhentas folhas a mais sempre podem ser consideradas um acréscimo de vocabulário.

Até breve! 

You Might Also Like

4 comentários

  1. Acho que me acostumei tanto com a leitura de fanfics, que livros no estilo não me incomodam tanto. Não conheço After, mas o enredo e principalmente a capa do livro me interessou.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, os livros que foram fics não me incomodam, acho que a minha questão ficou com a história de After mesmo :X Mas a capa é muito boa mesmo, aliás, todas as capas da série são. :D

      Excluir
  2. Olá
    Bom, está ai um livro que odiei a leitura, infelizmente para mim não funcionou, achei uma página pior que a outra, principalmente Hardin, o cara mais babaca que já conheci nos livros.
    Mesmo assim, gosto é gosto haha que bom que curtiu a leitura

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/2015/02/resenha-amor-e-outros-contos-luiz-vilela.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, o Hardin é difícil, mas acho que pior ainda é a Tessa >< Estou dando uma chance, vai que melhora, né? haha :D

      Excluir

Obrigada por passar no Doki Doki :) A sua visita é muito importante para mim. Gostou de alguma coisa? Não gostou? Me conte! ;)

Editora parceira

Editora parceira

Editora parceira

Editora parceira

Subscribe