Doki Livros | O Livro da Loucura e das Curas, Regina O'Melveny

domingo, setembro 22, 2013

O Livro da Loucura e das Curas – O mundo estava errado. Havia vazio por todos os lugares. Meu pai se fora, meu marido morrerá e meu coração silenciara.

Autora: Regina O’Melveny
Páginas: 350
Editora: Novo Conceito
Classificação: 4/5 Luas
capa
Foi quando escrevi um pouco para afiar o espírito e os sentidos.
Este livro de Regina O’Melveny ocupou minha mente por um longo período – mesmo após a leitura ter terminado, sua história ao mesmo tempo em que me encantou, deixou meus nervos em frangalhos ao me transportar para uma época diferente com conflitos um tanto quanto singulares.
Não sabia o que esperar quando comecei a ler O Livro da Loucura e das Curas, então conheci Gabriella e passei a lhe acompanhar sua jornada. Gostei da forma de narrar de Regina, sempre em primeira pessoa e com detalhes dos lugares e ações suficientes, para que pudesse criar toda as cenas na minha imaginação, seguir os pensamentos de Gabriella fez com que me aproximasse mais da história, quase como se a vivenciasse com ela, sentindo o que ela sentiu, pensando o que ela pensou.
Agora ele jamais nos encontrará, pensei.
A personagem tem que completar uma jornada, e durante suas viagens na companhia das estrelas e de outros personagens, encontra mais do que uma gama de doenças e pessoas para ajudar a curar – e palavras do interior de seu pai em cartas. Ela encontra amadurecimento, angústia, amor e confusão (porque sempre que o amor aparece, algum tipo de confusão o acompanha, não importa se física ou mental).
As doenças que ela encontra possuem as mais diversas fontes, e os nomes que a autora lhes atribuiu colaboram para que o leitor tenha ideia de suas causas – na minha opinião, o uso dessas doenças (um tanto quanto literalmente alegóricas) foi uma jogada e tanto, pois além de servir para contextualizar o tratamento que Gabriella terá que utilizar, faz com que o leitor fique um bom tempo pensando a respeito (se concorda ou não, se já sofreu disso, se conhece alguém que sofre).
Outro ponto que chama a atenção e conquista é o fato de a história estar situada no período renascentista italiano e nos mostrar um pouco da aristocracia desse momento, além de nos servir de guia por lugares que não imaginamos. Muitas vezes Gabriella atende pacientes nobres que sofrem de doenças muito singulares.
Ele tem me seguido, mas ainda mantém distância.
Singular também é sua relação com Hamish. Hamish, o homem do norte, o homem que no deixa confusa por tempo mais do que o suficiente e, além disso, o homem que faz Gabriella fez como nunca imaginou ser possível. Não o acho tão interessante quanto outros personagens, como os pais da moça, mas não posso deixar de dizer que seu personagem tem papel fundamental na trama.
E quanto ao pai de Gabriella? Bem, o pai de Gabriella é um caso à parte. Mesmo depois de tantas semanas de término de leitura, ainda não consigo me decidir o que falar sobre ele, talvez uma das frases do final de sua “aparição” seja o suficiente...
A Lua o deixara oco.

Com traços de narrar característicos e limpos, O Livro da Loucura e das Curas é uma leitura gratificante – e cativante.

You Might Also Like

2 comentários

  1. Esse é um dos livros que quero muito ler :)

    ResponderExcluir
  2. Oi Vitória, tudo bem?

    Achei interessante o fato do livro se passar durante o período renascentista. Na verdade gosto muito de livros de época, mas este não me chamou a atenção. Não sei te dizer se foi o título ou o que exatamente, mas não tenho muita vontade de lê-lo.

    beijos
    Kel
    porumaboaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada por passar no Doki Doki :) A sua visita é muito importante para mim. Gostou de alguma coisa? Não gostou? Me conte! ;)

Editora parceira

Editora parceira

Editora parceira

Editora parceira

Subscribe