O que Corrompe e Amadurece

quinta-feira, agosto 23, 2012

Quando era menor, viviam me dizendo que sentir inveja dos outros era errado, que eu não iria para o Paraíso se cobiçasse as coisas alheias, que o Mal ficava à espreita, esperando um pequeno deslize meu para tomar conta de tudo de bom que eu possuía. Não era mentira, é claro. Mas nenhuma dessas pessoas puderam me servir de exemplo para fazer o que me mandavam.
Fulana morria de inveja dos longos cabelos da irmã. Ciclana queria o namorado da melhor amiga, Beltrana vivia caindo pelas esquina, chegando ao ponto de não sobrar nenhuma boa característica para se apoiar na hora de se levantar. Mesmo pequena, eu sabia que nada do que elas faziam se justificava. Queria cabelos longos? Não os corte por um ano, você verá onde irão parar. Queria um namorado apaixonado? Guarde as facas e ferrões, arrume as roupas e seja gentil, você verá se não irão aparecer garotos legais para conversar. Mentiu? Traiu? Já experimentou contar o que fez e pedir perdão? às vezes é mais fácil do que se imagina conseguir a redenção tão desejada.
Cresci sem desejar nada do que já fosse de outra pessoa. Não pelo o que me mandaram fazer, mas pelo o que senti que seria certo. Cometi meus deslizes, sim. Todos cometem. Mas por mais incrível que pareça, sempre há mais razões decentes para se lutar do que dizem.
 Há algum tempo, descobri que algumas pessoas que estão ao meu redor sentem inveja. Muita inveja. Ainda não consigo entender o que os motiva a sentir isso - provavelmente deve ser mais fácil ser corrompido por qualquer situação do que resistir e sublimar. Não sei o que sentir por quem é assim. Não sinto pena, nem remorso, nem dó, disso tenho certeza. Mas a confusão de sentimentos continua por aqui, sufocando, irritando, incomodando, remoendo. Me disseram que sentir a confusão está inserido no processo de amadurecer. Não sei e quer saber? Não quero saber. Não me importo. Sou confusa? É, aparentemente sim.
A questão desse texto, no entanto, é simples: o que leva uma pessoa a cobiçar o que é de outra? Tudo bem, tudo bem... Todo mundo um dia já pensou coisas como "nossa, bem que queria estar no lugar da fulana", mas chega a um ponto em que não é saudável. E nada em excesso faz bem.
E já que você leu até aqui, me diga, por que sentir inveja?

Meu nome é Justinne C. Fletcher e mal sinto o que vejo, então não me culpe por qualquer coisa.

You Might Also Like

1 comentários

  1. Que texto otimo Vicky!
    Eu tb nao entendo como tem gente que deixa a inveja prejudicar a vida de outra pessoa.
    Tem pessoas que dizem: "ai que invejinha branca" e essas pra mim sao as piores.
    Eu so rezo por elas mesmo e continuo levando minha vida.

    A historia de "a grama do vizinho parece ser mais verde" nao eh verdade.
    Nada eh 100% bom ou perfeito, entao, pros invejosos, deveriam olhar mais pra si mesmos e procurar melhorar o que desejam neh?

    Espero que esse tipo de gente fique longe de vc ;]
    E que vc continue assim :)

    Beijos!

    ResponderExcluir

Obrigada por passar no Doki Doki :) A sua visita é muito importante para mim. Gostou de alguma coisa? Não gostou? Me conte! ;)

Editora parceira

Editora parceira

Editora parceira

Editora parceira

Editora parceira

Subscribe