Matando o tempo

quarta-feira, agosto 12, 2009

daqui.

Outro dia eu estava no orelhão, que por acaso tem outros orelhões perto.
Ai você me pergunta “e daí? Eu sempre vou à um orelhão e isso não é um evento.”
Mas a minha ida ao orelhão não é o foco desse texto e sim a falta de noção que algumas pessoas tem. Talvez por falta de atenção ou por falta de conteúdo, mesmo. Mas voltando ao assunto.
Eu estava no orelhão e tinha uma mulher usando o orelhão do meu lado (se era alta, baixa, magra ou gorda não importa, mas vou contar que ela estava usando uma calça jeans velha com um blusa amarela_ acho que peças de roupa amarelas me perseguem... mas deixa para lá.).
Então, ela estava conversando animadamente com alguém do outro lado da linha (lógico, ela não tava falando sozinha, né?), eu nem estava prestando atenção, estava esperando atenderem o telefone, quando ela soltou: “O que morreu também eu não vi mais....” Meu Deus! Eu fiquei pensando... ‘Ela fala com mortos?’ ‘Será que ela era uma mediadora?’ (risos) _desculpe, estou rindo agora... Mas não parou por aí não, ela continuou soltando mais umas dessas e acho que a pessoa que estava do outro lado devia estar entendendo porque ela se empolgou... Finalmente atenderam o telefone e eu tive que me concentrar na minha própria conversa, mas eu ri um pouco mais com isso. Ainda bem que a mulher não percebeu que eu estava rindo...
“O que morreu eu também não vi mais...” Meu Deus!! Ela vê mortos!!

You Might Also Like

0 comentários

Obrigada por passar no Doki Doki :) A sua visita é muito importante para mim. Gostou de alguma coisa? Não gostou? Me conte! ;)

Editora parceira

Editora parceira

Editora parceira

Editora parceira

Editora parceira

Subscribe